kamagra kaufen kamagra oral jelly kamagra australia kamagra australia cialis kopen levitra 20 mg viagra online bestellen cialis preise cialis original viagra bestellen levitra bayer kamagra shop kamagra oral jelly viagra generika levitra preis kamagra bestellen cialis 20mg cialis bestellen levitra pas cher kamagra prix acheter viagra viagra sans ordonnance cialis pas cher achat viagra kamagra 100 viagra prix kamagra pas cher kamagra 100 mg cialis sans ordonnance levitra sans ordonnance
Viagra Super Active Viagra Generisk Cialis Gel Generisk Levitra cialis pris Kamagra Gel Viagra Soft kamagra oral jelly cialis generisk viagra online viagra online Generisk Viagra Cialis Online Kvinnor Cialis Generisk Cialis Kvinnor Viagra Cialis Super Active Cialis soft viagra apoteket Kamagra Cialis Soft Viagra sverige Kamagra Online
Acquistare Cialis Strips Viagra Pastiglie Kamagra 100 Cialis online Levitra Generico Test pacchetti Propecia generico Acquistare Cialis Soft Tabs Viagra e generici Levitra Cialis Generico Lovegra Super Kamagra Viagra femminile LIDA Dai dai hua Cialis Pastiglie Acquistare Super Kamagra Cialis Generico Viagra online

Tudo. Aqui e agora.

Já deve ter dado de caras com uns artigos que circulam pela Internet onde se anuncia o declínio do Facebook e a morte dos Centros Comerciais, tendo como bandeira o olhar mais ou menos standardizado de um millennial – a geração Y. Neste artigo depois de aberta a campa à rede social dá-se ao mesmo tempo a extrema unção ao comércio como o conhecemos. É fácil adivinhar a morte do Facebook. Como todas as empresas há-de sucumbir ao peso de um novo produto que a substituirá e por tal não vejo nessa previsão nada de apocalíptico. Já a morte do comércio físico, tal como o conhecemos parece-me um pouco exagerada. Ou pelo menos prematura.

O que não podemos, no entanto, escamotear será a forma como a geração acima referida aborda o consumo. Há quem diga que é geração mais complicada, difícil, cínica e refratária, enquanto consumidora, de todos os tempos. Quer tudo, aqui e agora, mas não quer ficar com nada.

Kevin Gibbon não faz parte desta geração, mas padeceu das dores de crescimento do comércio eletrónico. Embora em 2002 tenha conseguido pagar a universidade com uma loja no eBay havia algo que lhe tirava o sono. O envio dos produtos que vendia. Faça fast forward até 2016 em Portugal e se calhar tem o mesmo problema com o OLX. Porreiro, conseguiu vender o seu velho smartphone mas agora tem de encontrar a embalagem certa para enviar ao comprador e enfrentar a fila de espera nos Correios. Na realidade já não tem de o fazer. Os CTT têm o serviço Click&Ship que lhe facilitam tudo isso. O que ainda não tem é o que a Shyp de Kevin Gibbon tem. Uma integração com o eBay que permite juntar desde logo à descrição da venda o preço estimado de envio e, se necessário, um estafeta 20mn depois à sua porta para apanhar a encomenda. A diferença não é muita, mas é neste imediatismo e na integração com o portal de venda de referência que o salto qualitativo e quantitativo é dado. Ouviu falar do Clik&Ship mas utiliza-o? Que esperam os CTT e OLX?

Do mesmo imediatismo vive a app Unplis. Inicialmente desenvolvida no contexto do concurso App Circus o serviço está somente disponível em Barcelona mas a app está nas stores para quem quiser testar o conceito. A Unplis é uma plataforma de e-commerce multi-vertical que lhe permite encomendar e receber em casa em 60 minutos as suas compras por um personal shopper. A empresa não tem carros, motos, empregados ou sequer stock. Funciona num modelo de crowdfunding onde o personal shopper dá corda aos sapatos, vai à loja e leva a casa de quem faz o pedido. Uma vez mais o segredo está no imediatismo. É que tanto é válido para alguns elementos da geração Y querer ter no imediato as compras em casa como a outros ter de recorrer à prestação destes serviços para encher a despensa ao fim do mês.

Share This