kamagra kaufen kamagra oral jelly kamagra australia kamagra australia cialis kopen levitra 20 mg viagra online bestellen cialis preise cialis original viagra bestellen levitra bayer kamagra shop kamagra oral jelly viagra generika levitra preis kamagra bestellen cialis 20mg cialis bestellen levitra pas cher kamagra prix acheter viagra viagra sans ordonnance cialis pas cher achat viagra kamagra 100 viagra prix kamagra pas cher kamagra 100 mg cialis sans ordonnance levitra sans ordonnance
Viagra Super Active Viagra Generisk Cialis Gel Generisk Levitra cialis pris Kamagra Gel Viagra Soft kamagra oral jelly cialis generisk viagra online viagra online Generisk Viagra Cialis Online Kvinnor Cialis Generisk Cialis Kvinnor Viagra Cialis Super Active Cialis soft viagra apoteket Kamagra Cialis Soft Viagra sverige Kamagra Online
Acquistare Cialis Strips Viagra Pastiglie Kamagra 100 Cialis online Levitra Generico Test pacchetti Propecia generico Acquistare Cialis Soft Tabs Viagra e generici Levitra Cialis Generico Lovegra Super Kamagra Viagra femminile LIDA Dai dai hua Cialis Pastiglie Acquistare Super Kamagra Cialis Generico Viagra online

Outras realidades: habituemo-nos

Escrevo estas linhas num átrio de um hotel na estrada da Samba. Para os portugueses que já não se lembram e para aqueles que ainda não sabem a estrada da samba liga Luanda a Luanda Sul – zona de Belas e Talatona. Estou em Angola para uma conferencia sobre pagamentos móveis. Algo que já abordei algumas vezes nesta coluna e tema que, definitivamente me apaixona. Saindo este texto na edição que se segue à conferência anual da Apple dirigida aos programadores mas que quase sempre serve de apresentação das novidades que são esperadas no iOS e nos respectivos dispositivos da marca, as novidades do iOS 7 seriam quase uma presença natural nesta coluna. Ainda mais porque, apesar da experiência nunca resisto a qualquer beta e trato sempre de instalar a primeira versão beta no meu iPhone de trabalho o que, inevitavelmente, me leva depois a alguns constrangimentos com clientes quando as aplicações começam a crashar. É mais forte do que eu. Fugi do tema.

Como dizia, estou na estrada da Samba, num digníssimo hotel de 4 estrelas no meio de muceques – bairros de cimento contíguos à cidade – a digerir o que pode ser o futuro sistema de pagamentos móveis em Angola. Elabora-se sobre o m-pesa, um sistema de pagamentos nascido de um operador móvel que hoje representa em transações um terço do PIB da Quénia mas que falhou na África do Sul e estuda-se qual a melhor solução para o país. Confesso que me agrada o modelo escolhido. A presença de profissionais vindos da competente SIBS em Portugal para a competente EMIS em Angola parece levar a melhor.

Recordo-lhe: é em África que os pagamentos móveis mais sucesso têm.

Só vem este tema a propósito porque apesar desta coluna abordar aplicações que o leitor associa aos smartphones e apesar de estes representarem neste trimestre quase 50% da venda de telemóveis a nível mundial – adivinhou – ainda faltam os outros 50%. E foram certamente esses 50% que levaram a chinesa Huawei – terceiro fabricante mundial de smartphones – a querer comprar a Nokia, a finlandesa caída em desgraça mas que ainda domina o mercado dos feature phones. Pense por exemplo na Índia, em telemóveis que são vendidos a menos de 10 euros e a planos de dados mensais a 1. Pense que é por aí que estão, também, a ser desenvolvidos sistemas de pagamentos por telemóveis. Como diz um amigo e colega, “é aí que está o marisco”. Desengane-se quem pensa que o mundo (já) é só iPhones e Androids. Em alguns anos será algo desse género mas entretanto há sistemas híbridos – como o Asha da Nokia – que colocam apps à lá smartphone em feature phones e além de facilitarem a transição de uns para os outros dão ainda muito dinheiro a ganhar.

 

P.S. Tem finalmente o Office 365 em app própria para o seu iPhone. Não vai é tê-lo no seu iPad. Há que proteger o Surface.

 

Share This