Haja banda. Largura da banda. Planos de dados cada vez maiores. Oferta aos <25 de chamadas vídeo gratuitas. De repente o stream do Facebook está minado de vídeos em modo auto-play – que pode desligar -, há Youtubers (criadores de conteúdos para esta plataforma) que arrastam milhões de seguidores e arrecadam milhões de dólares. Para que tenha uma ideia do crescimento do vídeo a Google divulgou no passado mês de junho que o segundo trimestre deste ano viu um crescimento superior a 60% relativo ao período homólogo do ano passado e que o tempo médio por sessão duplicou para cerca de 40 minutos. Isto em smartphones e tablets. Sou garante disso mesmo cá em casa e é um cabo dos trabalhos para assegurar que o meu adolescente não ultrapassa em muito esse tempo diariamente. Porque no restante tempo ao lado do LoL está o Skype.

Consequentemente surgiram um conjunto de aplicações cujo core é a utilização de diversas forma do formato. Diria que a primeira aproximação social terá sido com o Vine. Assistia-se à introdução em exclusivo num formato vídeo que não excedesse os sete segundos. Paulatinamente as outras redes sociais foram permitindo algo semelhante.

Paralelamente surgiram as aplicações das estações de televisão, dos operadores de cabo/fibra e de serviços como o Netflix (em Setembro em Portugal), Hulu ou Amazon Instant Video.

Até ser moda fazermos streaming de vídeo foi um pulinho. O Meerkat surgiu primeiro e fez sucesso imediato nos EUA mas o hype do momento é mesmo o Periscope. De repente bandas, artistas e até estações de rádio portuguesas começaram a emitir livestreams de tudo e mais alguma coisa. Que fique claro, acho o conceito fantástico. Tanto podemos ser avisados de que os Rolling Stones começaram um streaming como podemos navegar no mapa até ao ponto mais recôndito do planeta e assistir a alguém a escalar um vulcão. Assim haja largura de banda. Se não quiser seguir modas e for aventureiro tente arranjar uma boleia de avião para um. Em Portugal está ser lançado o serviço SkyUber. O nome diz tudo. Não sei se há uma ANTRAL dos aviões mas os empresários dizem já que não se trata de um serviço de transporte privado a pedido. Pesquise na app os próximos voos por data e destino, o preço da viagem e duração da mesma. O conceito Uber não está muito longe. Pode aceder a toda a informação do piloto e no final do voo classificar a viagem. Fico à espera do vosso streaming quando o avião se preparar para levantar.

Share This