2015 já era….flip it!

Lê provavelmente esta edição da PC guia antes da ceia de Natal…pelo menos ainda em 2015. Ora está na altura de resumir o que foi 2015. E que melhor forma de fazer uso da crescente largura de banda disponível senão em vídeo. Antes das passas e das resoluções para o próximo ano faça donwload do Flipagram, uma espécie de Instagram versão vídeo que lhe faz uns mashups até 60 segundos das suas fotos e vídeos e lhe junta uma música à sua escolha para acompanhar. Estas colagens de vídeos, que eram inicialmente passíveis de partilhadas nas principais redes sociais (e ainda o são) ganharam agora a plataforma própria que o Flipagram se tornou. É que em 2015 não há nada nem ninguém que não tenha uma rede social. Se quiser ter a sua ligue-me que tratamos disso.

Sabe,  por exemplo, que o próprio e autodenominado EI tem a sua própria rede social? É, tem. Dá pelo nome de – e aqui nota-se clara falta de criatividade – Kilafahbook e foi mais uma forma que esta organização terrorista encontrou de espalhar a sua propaganda depois de grande parte das contas terem sido banidas do Facebook, Twitter ou Youtube. E que dizer do facto de terem também uma app mobile? Que era inevitável é a resposta correta. Agora, não a vai é encontrar no Google Play, por razões óbvias, mas estará certamente difundido o acesso ao ficheiro .apk nessa rede social. O alerta foi feito pelo grupo ativista Ghost Security e a app Amaq News é essencialmente um feed do portal de notícias e vídeos da Amaq News Agency que se crê, ligada ao ISIS.

Ainda assim este é um canal aberto em jeito de rede social. Soube provavelmente que além da panóplia de soluções de comunicações para recrutar e comunicar entre si, esta rede utilizava a plataforma da Playstation. Muito provavelmente já farão também uso da aplicação de chat favorita de Edward Snowden. O ex-agente CIA/NSA, que em regime de asilo analisa nos tempos livres soluções de telecomunicações seguras colocou o selo de aprovação na Signal Private Messenger. Esta app disponível agora para iOS e Android é o resultado da junção da TextSecure com a RedPhone e oferece-lhe agora a si, como aos outros, uma forma de manter conversas de voz e texto a salvo de qualquer escuta.

Aligeiremos o tema que a época a isso puxa. E já que atrás falava em cães (figura e pejorativamente), apresento-vos a aplicação para quem quer pedir um emprestado. Neste caso o bem mais civilizadocanis lupus familiaris”. É de certa forma uma aplicação para o dono também ele mais civilizado, ou seja, aquele que tem noção que os animais não são descartáveis nas férias de verão. Ou para o hedonista que quer o prazer sem o trabalho, o custo ou a responsabilidade de ter um cão. Chama-se Bark ‘n’ Borrow e o que se propõe fazer é colocar em contato, ao jeito de um Tinder sem o swipe, os donos dos cães com quem, de quando em vez, quer ter uns momentos de puro deleite com uma companhia canina. O dono do cão por certo também agradecerá que veja no perfil do seu animal a companhia certa para um passeio, afinal já começa a chover e a fazer frio lá fora e será interessante ter um dog walker sem ter de lhe pagar.

Share This